19 de Outubro, 2021

Posso tratar a diabetes ocular com raios laser? E com injeções?

Ouvir o Programa no site da TSF
Médico Oftalmologista: José Henriques

Consoante os casos, o tratamento da diabetes ocular pode ser feito com laser ou injeções. O oftalmologista José Henriques esclarece a diferença:

O laser na forma da retinopatia diabética proliferativa tem um efeito francamente importante e com excelentes resultados. Já no que se refere ao edema macular diabético, é outra forma da retinopatia diabética onde os vasos deixam passar conteúdo do sangue formando um edema da retina, aí o laser não é, de facto, a terapêutica principal. Só 3% dos doentes é que conseguem melhorar os seus resultados. 

Nesta situação, o que nós costumamos fazer é, de facto, injeções de anti-VEGF. O anti-VEGF é um fármaco que bloqueia o VEGF, que faz com que os vasos deixem passar o conteúdo para fora e, nessa altura, nós conseguimos com injeção de bloqueador, controlar o edema macular.

Nem sempre o resultado, é totalmente satisfatório e, por vezes, é preciso associar corticóides, é preciso associar o laser – mas, de uma maneira geral, os resultados são bastante bons. Para terminar, diria que é importante atuar precocemente e, desta forma, nós conseguimos melhores resultados com menos recursos.

Amanhã falamos sobre o perigo das moscas volantes.