8 de Outubro, 2021

O meu filho pode usar lentes de contacto? E ser operado para não usar óculos?

Ouvir o Programa no site da TSF
Médico Oftalmologista: Pedro Menéres

São muitas as dúvidas sobre o uso de lentes de contato em crianças e jovens, e o oftalmologista Pedro Meneres dá uma ajuda:

Não há uma idade mínima exata e bem definida para o uso de lentes de contato. Na maioria dos casos, o seu uso é protelado até haver uma maturidade por parte da criança ou do jovem para as poder manipular. e depois de perceber os riscos associados com o seu uso. Portanto, estamos a falar habitualmente de adolescentes e não para crianças antes dos 12, 13 ou 14 anos de idade.

Há situações em que se justifica o uso em idades mais precoces, em certos casos como a presença de ambliopia ou preguiçoso, e em situações clinicas especificas, quando existe uma grande diferença de graduação entre os dois olhos.

Também por tempos curtos em desporto, e em casos específicos de graduações muito elevadas, o médico oftalmologista poderá prescrever o seu uso, em alternativa a óculos especiais para desporto. Mas nas idades mais precoces, vai exigir sempre um treino e o apoio dos pais em cada dia em que haja o seu uso. 

Na realidade, as lentes de contato não devem ser prescritas por capricho, por exemplo nas situações de mudar a cor dos olhos, e é necessário e muito importante que seja feita uma avaliação do médico oftalmologista para verificar que não há contraindicações ao uso de lentes de contato, mesmo quando elas podem ser muito úteis. 

As cirurgias para deixar de usar óculos ou lentes de contato, quer a correção refrativa com laser ou com implante de lentes intraoculares, não estão indicadas em todos os casos. E só devem ser propostas quando o crescimento do olho termina e a graduação estabiliza. Genericamente a grande maioria das cirurgias só se realiza na idade adulta, habitualmente depois dos 21 anos. Isto após um estudo minucioso de cada caso por parte do médico oftalmologista, não é uma situação que esteja habitualmente indicada para crianças.

Estes e outros conselhos estão disponíveis no site da TSF.