28 de Outubro, 2021

A cirurgia de catarata dói? É a laser?

Ouvir o Programa no site da TSF
Médico Oftalmologista: Joaquim Murta

As cataratas só podem ser corrigidas com uma operação, e o oftalmologista Joaquim Murta explica os contornos dessa cirurgia altamente diferenciada:

Uma das partes pode ser feita a laser, mas tem sempre que utilizar ultrassons. Mas a grande maioria das vezes não é feito a laser, é só com ultrassons através de portas de entrada muito pequenas, até pode ser 1,05mm, 1.07. Pode ser feita com anestesia tópica, pode ser feita com uma pequena sedação como se faz numa colonoscopia ou numa gastroscopia. Portanto, depende da sensibilidade do doente e da cooperação do doente em relação a isso. 

Inclusivamente, se eventualmente é feito com tópica, só a superfície ocular é que está anestesiada. Pequenas flutuações de pressão dentro do olho podem provocar algum incómodo, e por isso é que muitas pessoas podem preferir uma sedação mínima em que não sentem rigorosamente nada.

Apesar de tudo isto, é uma cirurgia altamente diferenciada. Existe uma grande variabilidade de lentes que se podem corrigir, as pessoas podem ficar independentes, dependendo da situação do olho podem ficar independente de óculos na grande maioria das situações. E é uma cirurgia altamente diferenciada que muitas vezes ou corre bem ou corre mal, não há um meio termo. Se eventualmente não houver a tecnologia necessária para fazer a cirurgia podem haver complicações que podem ser graves.

As pessoas têm que ter a noção dessas duas alternativas, portanto, não é só a parte da anestesia, é das alternativas que têm hoje em dia disponíveis, e tem que ser feita com tecnologia altamente diferenciada.